A gente corre tanto atrás da felicidade sem perceber que ela está em nós todo o tempo. Felicidade é paz de espírito, é amar sem querer nada em troca, é sorrir pra natureza, é cantar pra dentro.
Caio Augusto Leite.  (via romantizar)
Eu quero, mas não sei demonstrar. Eu penso, mas não falo. Eu preciso, mas não chamo. Eu amo, mas não assumo.
Caio Augusto Leite (via alentador)
E ai nós rimos, rimos, mas rimos tanto, tanto, que puta merda, até pensei que tínhamos enlouquecido. E então tive que me levantar, me vestir, pentear o cabelo, escovar os dentes, nauseado demais para comer, senti ânsias de vômito quando escovei os dentes, saí pra rua e caminhei em direção da fábrica de luminárias; só o sol se sentia bem, mas a gente tinha que se conformar com o que tinha.
Charles Bukowski.
1 day ago . 600 notes . compartilhe
Ela trouxe palavras bonitas e alguns cigarros. Trouxe também aquele sorriso de canto e contou algumas histórias engraçadas. Rimos tanto, tanto, tanto, entretanto ela pediu para que eu esboçasse um gesto de entendimento: eu não conseguia entender uma palavra sequer. Ela então apagou seu último cigarro com a naturalidade de quem está acostumada a enterrar os primeiros amores. Rasgou os meus contos ainda não escritos e escreveu no espelho, com a delicadeza de uma mão trêmula, “eu te amo tanto que prefiro não te estragar. Adeus”. Depois de rir e vir tantas vezes pelo meu mundo, desapareceu levando os silêncios, as cinzas, os contos e esse coração aprendiz que, de tanto esperar, desaprendeu a ter paciência.
Eu me chamo Antônio. 
Você gosta de como ela te abraça, te entende, te ouve, te beija, te olha. Você acha bonita a forma como ela mexe a colher dentro da panela, amarra o sapato, segura o guarda- chuva, tosse, liga a televisão. Só aquele tom de voz te tranquiliza, só aquele abraço te salva do caos de uma semana infernal.
Clarissa Corrêa.  
Tem coisas que foram feitas pra durar, por mais complicado que sejam, por mais que haja a distancia, por mais que haja brigas, pequenas discussões, ciumes. Elas simplesmente duram.
365 days with you, Carpinejando. 
- Qual é o tamanho do seu amor por mim? - ele perguntou.
O encarei por um instante, tentando entender o sentido na pergunta. Aquela era o tipo de coisa que os pais perguntam aos filhos pequenos, e eles esticam seus bracinhos o máximo possível e então dizem “desse tamanhão”.
Eu pensei, podia ver seus olhos se enchendo com um pouco de desespero -sei que ele tem medo que eu não o ame, e sei que é maldoso dizer, mas gosto desse desespero, me sinto especial.
Suspirei e tombei um pouco a cabeça para o lado, como um cachorrinho.
- Quantos metros quadrados a terra tem? - perguntei.
- Não sei, muitos.
- Quantas vezes será que já respiramos desde o dia em que nascemos?
- Provavelmente mais do que dá para contar.
- Quantos litros de água você acha que tem no mundo todo?
- Litro pra caralho.
- Pronto, é esse o tamanho do meu amor por você. - respondi triunfante - É incontável, é enorme, é coisa pra caralho.
É mais infinito que o azul do céu. Alasca Federici. 
1 day ago . 20 notes . compartilhe
1 day ago . 365 notes . compartilhe
CREDTheme: Prescrevi